O desastre econômico da reeleição de Dilma Rousseff

Fonte: The Spectator Index

De lista com 19 das maiores economias do mundo, o Brasil desponta como a única a encolher nos 5 anos anteriores

Fonte: The Spectator Index

No 10 de dezembro de 2018, o Spectator Index publicou nas redes sociais os dados que servem de base à ilustração destacada mais acima. Neles, quinze das maiores economias do mundo beneficiadas por um crescimento do PIB per capita acima dos 10 pontos percentuais.

No pódio, um empate triplo entre Índia, China e Bangladesh, 45% maiores do que eram cinco antes antes. Na outra ponta, Rússia e Arábia Saudita crescendo modestos 9 pontos, além de Nigéria, que crescia menos de 1% ao ano.

Mas o grande destaque parece ser mesmo a anomalia ao final. O único resultado negativo, uma economia que encolhera 1,2% em meia década: a do Brasil que ousou reeleger Dilma Rousseff. Que só não se encontra em buraco ainda mais profundo porque o governo Temer conseguiu conter a queda.

A coisa caminha para o brasileiro perder mais uma década. E tempo perdido não se recupera mais.

Gostaria de ajudar A Agência? Você pode comprar um livro, cadastrar-se para receber atualizações por e-mail ou Whatsapp, curtir a página no Facebook, assinar o canal no YouTube, ou seguir o projeto no Twitter, Instagram e LinkedIn.

Para o Início