Corregedoria afasta possibilidade de cassação de vereadoras do Novo que brigaram

Foto: Novo/Divulgação

A CORREGEDORIA DA CÂMARA Municipal de São Paulo afastou a possibilidade de cassação do mandato das vereadoras Janaína Lima (à esquerda na foto) e Cris Monteiro (à direita), ambas do novo.

A informação foi divulgada nesta quinta (10) pela assessoria de imprensa de Lima.

As duas brigaram em 10 de novembro, no dia da votação em 2ª turno da reforma da Previdência municipal. Imagens de parte da briga foram captadas pelo circuito interno da Câmara. Elas mostram Lima tentando se afastar de Monteiro, no plenário. Ambas registraram boletins de ocorrência, e ambas chegaram a ser suspensas pelo Novo.

“Decidindo por penas iguais, o colegiado votou pela admissibilidade de ambas as representações quanto à violação do dever de agir com respeito no trato com as pessoas , infração prevista no inciso VI do artigo 10 da Resolução n. 7 /2003, da Câmara Municipal”, escreveu Lima, em nota à imprensa.

“Após notificação, terá início agora a instrução processual e a oportunidade de apresentar minha defesa e provas, que, acredito, irão afastar a pena de suspensão de prerrogativas. Há muito anseio por ver a verdade prevalecer, mostrando que agi única e exclusivamente para resguardar minha integridade física e moral”.

Para o Início