O que a foto de Trump com hambúrgueres na Casa Branca simboliza

Trump e Lincoln na Casa Branca: sanduíches pra todo mundo, tá OK? Foto: Divulgação/Casa Branca

Trump e Lincoln na Casa Branca: sanduíches pra todo mundo, tá OK?

Foto: Divulgação/Casa Branca

O CHEIRO DE HAMBÚRGUER E BATATA FRITA invadiu o salão de jantar da Casa Branca nesta segunda-feira (14). Era o jantar de gala em homenagem ao Clemson Tigers, time de futebol americano da Carolina do Sul que venceu o campeonato nacional universitário.

Os atletas foram honrados com um banquete. Batatas fritas foram servidas em copinhos de papel com o Selo Presidencial. Bandejas de prata sustentavam sanduíches embrulhados das redes Wendy’s e McDonald’s. Houve um cuidado estético para dividir as variedades – uma bandeja só de Filet-O-Fish (o nosso McFish), outras duas de Big Mac, etc. Também tinha pizza.

O presidente Donald Trump posou com um sorriso orgulhoso diante dos sandubas. Atrás dele está o óleo sobre tela Abraham Lincoln. A pintura é de 1869, apenas quatro anos depois do assassinato do 16º Presidente. Lincoln está de pernas cruzadas, em pose sóbria. Um dos pés não toca o chão. Sua expressão é algo entre o aborrecido, o curioso e aquela cara de quem suspira: “não me venha com mais essa…”.

Foi uma longa história até o quadro parar ali. Pintado na França, foi enviado ao presidente Ulysses S. Grant, que não gostou; preferia outro retrato do Abe Honesto. Robert Todd Lincoln, o filho mais velho, comprou a obra. Apenas em 1939 o quadro foi acolhido na Casa Branca, durante a gestão de Franklin Roosevelt. Circulou por diferentes aposentos e só se fixou no Salão de Jantar em 1974, com Gerald Ford.

Segundo o próprio site da Casa Branca, tem sido usado como ferramenta retórica dos presidentes, que fazem discursos aos convidados sob o olhar do homem que liderou a preservação da União e é conhecido como Libertador.

Trump e a porta-voz Sarah Huckabee Sanders afirmaram que o Presidente pagou do próprio bolso pelos sandubas. Disse Trump: “vamos receber algumas pessoas bem grandes que gostam de comer, então acho que vamos nos divertir um pouco”. Não foi um ato súbito de generosidade. Trump pôs a mão no bolso porque, com o impasse entre ele e o Congresso sobre dinheiro no Orçamento para um muro, a maior parte da equipe da Casa Branca está dispensada do serviço. Eles estão sem trabalhar porque não têm como receber.

A fotografia está recheada de símbolos da nossa era – deste ou daquele lado do Rio Grande.

1. Um clima informal e descontraído, “autêntico”, mostra que afinal de contas está tudo bem. Vamos have some fun com os sandubas;

2. Não obstante, a refeição ainda será servida em bandejas de prata e em um salão de gala, com os sandubas entre candelabros, para não ficar mal na foto;

3. Em tempos difíceis, recebe-se as visitas como dá. E com skin in the game: o Presidente que pague do próprio bolso;

4. Mesmo que ninguém tenha a menor dúvida de que Trump não sabe fazer nem um ovo frito, ainda fica a impressão de que poderia ter escolhido outro serviço de catering e honrado seus convidados com comida melhor do que fast-food;

5. Por caminhos tortos e sinuosos que sejam, não podemos escapar da nossa herança. Quem quer que ocupe a Casa Branca estará sob o olhar fulminante de Lincoln. Só que – para nosso azar! – ele nunca é convidado para aparecer na Fox News.

Gostaria de ajudar A Agência? Contribua com o financiamento coletivo (crowdfunding) do projeto.

Para o Início