O dia em que Ricardo Boechat interrompeu um ‘merchan’ de Milton Neves

'Merchan Neves' com Boechat na BandNews FM: aqui não. Foto: Instagram/Milton Neves

‘Merchan Neves’ com Boechat na BandNews FM: aqui não.

Foto: Instagram/Milton Neves

UM EPISÓDIO NA CARREIRA de Ricardo Boechat merece ser relembrado com destaque especial: o dia em que interrompeu, ao vivo, uma tentativa de ‘merchan’ do colega Milton Neves.

Foi em 24 de fevereiro de 2015, uma terça-feira. Milton Neves acabara de começar sua tradicional conversa com Boechat na BandNews FM e já rasgava seda para os Diniz, uma família que “impulsiona a economia brasileira” e é “absolutamente preocupadíssima com saúde, alimentação, e etc.”.

Parodiado pela turma do Pânico como ‘Merchan Neves’, ele então anunciou a inauguração de um centro de pesquisa para atletas e treinadores. Boechat questionou: “Pitonisa, isso é de quem, essa obra coberta de elogios aí?”. Neves respondeu: “essa obra é do João Paulo Diniz”. Boechat deu a tréplica: “numa boa, manda ele botar um anúncio (…) esse oba-oba, me desculpe”. Como Milton insistiu, o jornalista ironizou: “maravilhoso, viva o Diniz, elege ele pra presidente da República”.

Boechat nunca trabalhou na Editora Abril, mas defendia a separação entre “Igreja” (jornalismo) e “Estado” (comercial). Inclusive ao vivo.

Siga A Agência no Twitter, Instagram e LinkedIn.

Para o Início