Renan desiste de candidatura após Flávio Bolsonaro declarar voto em Alcolumbre

Renan desistindo: filho do Presidente anunciou voto em rival. Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Renan desistindo: filho do Presidente anunciou voto em rival.

Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

RENAN CALHEIROS DESISTIU neste sábado (2) de sua candidatura a Presidente do Senado pouco depois de Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) declarar voto em Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Na primeira votação, Flávio decidiu não anunciar seu voto, e até foi ao Twitter dizer que não divulgaria seu candidato.

A votação foi cancelada por ter aparecido um voto a mais. No segundo escrutínio, Flávio Bolsonaro tomou o microfone para declarar voto em Alcolumbre.

Isso ocorreu no começo da votação porque os senadores votaram na ordem de antiguidade dos Estados. A Bahia é o primeiro, e o Rio vem logo depois.

Instantes depois do pronunciamento de Flávio, Renan anunciou que “Davi é Golias”, renunciou à sua candidatura, saiu do Plenário e deu uma entrevista “quebra-queixo” a jornalistas.

Renan não participou da segunda votação. Outros três senadores também não: Eduardo Braga, Jader Barbalho e Maria do Carmo.

Davi Alcolumbre foi eleito em 1º turno, com 42 votos. Renan teve apenas 5 votos.

Gostaria de ajudar A Agência? Contribua com o financiamento coletivo (crowdfunding) do projeto.

Para o Início