Espiões da Europa aprenderam com Operação Condor

Kissinger e Videla na Copa de 1978: Operação Condor como exemplo para os europeus. Foto: Papelitos

Kissinger e Videla na Copa de 1978: Operação Condor como exemplo para os europeus.

Foto: Papelitos

AGÊNCIAS DE INTELIGÊNCIA do Reino Unido, da Alemanha Ocidental e da França buscaram conselhos com as ditaduras da América do Sul nos anos 70 a respeito de como combater guerrilhas de esquerda. As informações estão em 47 000 páginas de arquivos secretos do governo americano relacionados à ditadura da Argentina de 1976-1983 que foram desclassificados na sexta (12). A maioria dos papéis é de autoria da CIA e do FBI.

Os espiões europeus queriam saber mais sobre a Operação Condor, programa de coordenação entre os serviços secretos das ditaduras de Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai para sequestrar e assassinar integrantes de guerrilhas de esquerda no território uns dos outros.

De acordo com um documento da CIA datado de 7 de abril de 1978, “representantes dos serviços de inteligência da Alemanha Ocidental, França e Reino Unido haviam visitado o secretariado da organização Condor em Buenos Aires durante o mês de setembro de 1977 para discutir métodos para o estabelecimento de uma organização anti-subversão similar à Condor”.

A coordenação era intensa. Diz um telegrama do Departamento de Estado de maio de 1976: “O governo do Uruguai foi informado em privado por autoridades argentinas que oito dos 10 corpos encontrados ao longo da costa uruguaia são o resultado de operações anti-terroristas argentinas. A fonte disse que os corpos foram largados sobre a Bacia do Prata de helicópteros argentinos depois de interrogatórios por autoridades da Argentina”.

Confira os documentos na íntegra: Argentina Declassification Project: Responsive Records.

Leia mais:

Governo dos EUA se arrependeu de apoiar ditadura após AI-5

Abin recebe missão de checar ‘mensagens viralizadas’

Cadastre-se para receber atualizações de A Agência por e-mail ou Whatsapp.

Para o Início