Lewandowski é uma vergonha

Lewandowski no avião: "você sabe com quem está falando"? / Foto:Reprodução/Cristiano Acioli

Lewandowski no avião: “você sabe com quem está falando?”

Reprodução/Cristiano Acioli

O ADVOGADO Cristiano Caiado de Acioli estava no mesmo voo que o ministro Ricardo Lewandowski, do STF, nesta terça-feira (4). Decidiu fazer um protesto simples, gravado em vídeo: “ministro Lewandowski, o Supremo é uma vergonha, viu? Eu tenho vergonha de ser brasileiro quando vejo vocês”.

Ao que o ministro respondeu: “vem cá, você quer ser preso?”.

Segundo o Jota, agentes da Polícia Federal de fato entraram no avião “e questionaram se Acioli iria se manter tranquilo”. A aeronave então decolou normalmente.

Pronto a servir a determinadas agendas, Lauro Jardim noticiou sobre “[a]dvogado que ofendeu Lewandowski (…)”. É mais uma curiosa apuração de Jardim, já que no vídeo Acioli fala SOBRE o Supremo e apenas AO ministro. Aconteceu apenas que a carapuça serviu.

Poucas horas depois do encontro no avião, Lewandowski votou, junto com Gilmar Mendes, a favor do adiamento do julgamento de mais um habeas corpus de Lula. Foram derrotados por 3 x 2 na 2ª Turma. Como A Agência adiantou em julho, a posse de Dias Toffoli como presidente do STF teria o efeito colateral benéfico de tirá-lo da 2ª Turma, chamada de “Jardim do Éden” por advogados de políticos corruptos.

Tem mais! Esta semana Lewandowski publicou novo despacho para suspender a liminar que proibia Lula de dar entrevistas da cadeia, indicando atenção especial ao paciente (ou cliente).

A frase “vem cá, você quer ser preso?” é apenas uma versão mais arrogante e violenta do “você sabe com quem está falando?”. Lewandowski é uma das perfeitas encarnações do “estamento burocrático” analisado por Raymundo Faoro, o “conteúdo aristocrático, da nobreza da toga e do título”.

Ao “vem cá, você quer ser preso?”, uma resposta possível é: “não, só não quero o Lula solto”.

 

Gostaria de ajudar A Agência? Contribua com o financiamento coletivo (crowdfunding) do projeto.

Para o Início