‘Folha’ alertou para uso inseguro de WhatsApp por Bolsonaro

O WhatsApp não é recomendado para o comandante-em-chefe. Foto: Anton/Pexels

O WhatsApp não é recomendado para o comandante-em-chefe.

Foto: Anton/Pexels

NA MANHÃ DA ÚLTIMA quarta-feira (13), a Folha publicou a reportagem Bolsonaro fala com equipe pelo WhatsApp mesmo com telefone criptografado.

Diz um trecho da matéria:

(…) O uso da tecnologia [WhatsApp] é visto com reserva por integrantes do setor de inteligência do Palácio do Planalto.

Para eles, apesar de ser prático, o aplicativo de mensagens não é seguro o suficiente para garantir o sigilo absoluto das informações compartilhadas.

O receio maior é de que o presidente se descuide e acabe utilizando a tecnologia em despachos com a equipe ministerial, trocando informações sensíveis que possam colocar em risco a sua própria segurança e prejudiquem iniciativas do governo.

A avaliação também é feita por assessores presidenciais, para os quais o WhatsApp não é totalmente confiável. Eles dizem, porém, que Bolsonaro tem evitado compartilhar conteúdo confidencial pelo aplicativo de mensagens.

Todos os áudios publicados por Veja foram gravados na terça-feira (12) ou depois. Mas como A Agência adiantou no dia 8, o Presidente não leva a segurança da informação a sério.

Curta a página de A Agência no Facebook.

Para o Início