Rachadinha de vereador deu R$1 milhão, estima Polícia

O vereador afastado Cláudio Duarte: rachadinha rendeu por volta de R$ 1 milhão, segundo estima o delegado. Foto: Reprodução/TV Globo

O vereador afastado Cláudio Duarte: rachadinha rendeu por volta de R$ 1 milhão, segundo estima o delegado.

Foto: Reprodução/TV Globo

O VEREADOR CLÁUDIO da Drogaria Duarte, preso em Belo Horizonte nesta terça-feira (2), desviou cerca de R$ 1 milhão em “rachadinha” – quando o parlamentar obriga seus funcionários a devolver parte do salário para ele (em geral, a maior parte). A estimativa é do delegado Domiciano Monteiro, chefe do Departamento Estadual de Investigação de Fraudes da Polícia Civil.

Um dos funcionários do gabinete, mostrado pelo portal R7, era um senhor de 79 anos que morava em uma casa sem reboco em um local simples no bairro Céu Azul, na Pampulha. Segundo a investigação, ele recebia um salário de 11 000 reais mensais. Repassava 10 000 a Duarte e ficava com os outros 1 000. Nos 14 meses em que o idoso ficou registrado como funcionário, portanto, o vereador embolsou 140 000 reais.

No domingo (31), dois dias antes de ser preso temporariamente, Duarte participou de uma celebração do golpe de 1964. Escreveu no Facebook: “Tentam destruir os anais da história de militares que deram a vida para nos livrar do comunismo. Talvez estivéssemos hoje pior que a Venezuela! Aos Militares rendo minha singela homenagem!”. Duarte foi preso pela Polícia Civil.

Gostaria de ajudar A Agência? Contribua com o financiamento coletivo (crowdfunding) do projeto.

Para o Início